Setor de Facilities: como as mudanças estruturais nas empresas levam ao nascimento do serviço de Cliente Rep

Do-setor-de-Obras-ao-setor-de-Facilities-Plano-A

Neste artigo, contaremos uma história que, em muito, embasou a criação da Planoa. Até o final dos anos 1990, qualquer mudança de layout nas empresas envolvia grandes equipes internas de engenharia e arquitetura, exigindo mudanças de pontos de elétrica e telefonia. Com o passar dos anos, novas formas de construção, tais como, piso elevado, layouts mais abertos, evoluções de TI, acabaram extinguindo as áreas técnicas internas de Obras, porque elas não eram mais necessárias no dia a dia.

As áreas de Facilities, em geral, passaram a cuidar de toda a logística operacional da empresa, como frotas, viagens, manutenção de todo o portfólio de imóveis, além de adequações rápidas de layouts.

O termo Facilities surgiu, nos Estados Unidos, por volta da década de 1960, sendo normalmente associado à infraestrutura da empresa. Segundo a International Organization for Standardization (ISO).

Facilities é uma “função organizacional que integra pessoas, lugares e processos com o propósito de melhorar a qualidade de vida das pessoas e a produtividade do core business”.

Quando surgem demandas de novas obras, a área de Facilities acaba, geralmente, sendo escalada para absorver essa atividade.

A Planoa, no entanto, sabe que todas as áreas de uma empresa, normalmente, já são sobrecarregadas e, por isso, se coloca à disposição para auxiliar nestes desafios.

O papel da Planoa nos novos projetos da empresa

Após anos atuando como gestores de projeto em grandes players do mercado, os proprietários da Planoa decidiram unir-se para oferecer ao mercado o serviço de gestor de projetos como representante do cliente. Nessa ideia, os conhecimentos necessários para o funcionamento de um setor de Obras ou de Facilities é acumulado por esses profissionais que também já atuaram “do outro lado do balcão” e conhecem a fundo a forma de contratar, negociar e conduzir os escritórios de arquitetura e engenharia e as construtoras e fornecedores envolvidos.

Ao contrário do serviço de gestão de projetos oferecidos por muitas empresas, o trabalho da Planoa é completamente imparcial e coloca-se sempre do lado do cliente no sentido de buscar a melhor composição de fornecedores e estratégias de trabalho que funcionem como uma engrenagem bem calibrada para atender as metas, orçamento e prazos estipulados pelo cliente.

do-setor-de-Obras-para-o-setor-de-Facilities-Plano-A
A Planoa está sempre ao lado do cliente no sentido de buscar a melhor composição de fornecedores e estratégias de trabalho

Atua-se, assim, como se fosse o braço técnico do setor de Facilities do cliente, agregando o conhecimento e a experiência de quem já atuou em várias frente deste mercado. Estudam-se as diferentes estratégias, procuram-se os fornecedores mais bem alinhados às metas pretendidas pelo cliente para que se obtenha os resultados mais eficientes.

Metodologias e funcionalidade auxiliam a chegar ao resultado desejado

 Mas como chegar neste tipo de resultado?

O passo a passo está ligado a algumas estratégias de trabalho que são realizados de modo coordenado, lado a lado com o cliente. É importante definir pontos de concordância sobre resultados e benefícios do projeto; preparar briefings completos do projeto, especificações de resultados e de sustentabilidade desejados.

Precisa-se ainda identificar, benchmarkings e lições aprendidas das experiências de projetos similares anteriores e realizar um levantamento dos possíveis riscos do projeto. Isso só é possível com a realização da consulta a todos os stakeholders que são chave no projeto de modo a identificar as reais necessidades do cliente para o projeto.

Por fim, é necessário explorar as melhores opções oferecidas pelo mercado em aderência às necessidades estratégicas do cliente para construir as melhores soluções. A Planoa é, portanto, uma aliada de cada cliente no caminho para o sucesso de seus projetos.

Shape